21 agosto 2009

Confirmada a volta às aulas na FAFIPA!

Olá Camaradas!


Hoje no diário do noroeste, saiu uma matéria confirmando a volta as aulas para segunda. Segue abaixo a matéria do jornal:

Diretor da Fafipa confirma volta às aulas nesta segunda

A Faculdade Estadual de Educa­ção, Ciências e Letras de Para­navaí (Fafipa) volta às aulas na próxima segunda-feira. A confir­mação é do diretor da instituição, Antô­nio Rodrigues Varela Neto, que descartou nova suspensão, a menos que haja orien­tação neste sentido por parte da Secreta­ria de Estado de Ciência e Tecnologia.

Varela entende que é o momento de re­tornar, pois a comunidade deve enfrentar o problema da nova gripe. O retorno se dará obedecendo a uma nova rotina, que prevê a disponibilização de álcool em gel nas por­tas de acesso, higienização de locais cole­tivos e monitoramento dos alunos.

O diretor explica que a faculdade, através do Curso de Enfermagem, terá equipes de prontidão para atender alu­nos e funcionários. Se houver uma pessoa com sintomas de gripe, será fornecida máscara cirúrgica e encaminhada para atendimento. A orientação é que qual­quer pessoa com sintomas de gripe não frequente a faculdade. Alunas grávidas também devem permanecer em casa e vão receber orientação da instituição.

A Fafipa ficou paralisada por 11 dias letivos, sendo seis por decisão de governo e outros cinco por orientação da própria instituição de ensino superior, visando con­ter o avanço da gripe A. O calendário de reposição das aulas será definido em reu­nião do Conselho Departamental. Varela adianta que todos os dias serão repostos. A Fafipa atende mais de 2.500 estudantes de cerca de mais de 40 municípios.

Particulares estão em funcionamento - A Universidade Paranaense (Unipar) está com as aulas regulares desde a úl­tima segunda-feira. A reposição dos dez dias perdidos por causa da ameaça da gripe A será feita aos sábados, a partir da próxima semana. A instituição tem 1.500 alunos de 29 municípios.

Nesta semana a frequência tem sido entre 80% e 90%, informa a diretora geral Edwirge Vieira Franco. Ela justifi­ca que a chuva afastou os estudantes, já que a frequência normal fica próxima dos 100%. A universidade montou um pronto atendimento, composto por técnicos, far­macêuticos e enfermeiros, exclusivo para alunos. Até o momento nenhum aluno pre­cisou de atendimento.

A diretora explica que todos estão orientados a não comparecer em caso de qualquer sintoma de gripe, ainda que seja uma dor de cabeça. Os estudantes recebem em casa o conteúdo referente aos dias perdidos. Duas alunas grávidas foram dispensadas e também recebem o conteúdo das aulas em casa.


Dentro do campus foram adotadas medidas rígidas de higiene. Copos des­cartáveis, álcool em geral e orientação passaram a fazer parte da rotina. Funcio­nários fazem a limpeza constante de cor­rimãos, maçanetas e banheiros.

Também a FATECI - Faculdade de Tecnologia e Ciências do Norte do Para­ná - está funcionando há duas semanas. São 400 alunos de 20 municípios. A fre­quência está abaixo do normal, cerca de 60% a 70%. Além da chuva e o eventual momento da gripe A, também contribuiu para a menor frequência a suspensão das aulas na Fafipa. Muitos alunos da Fateci dependem dos ônibus que trazem também os acadêmicos da Fafipa e que não estão fazendo as linhas nestes dias.

A Fateci adotou medidas de preven­ção, sobretudo de higiene e de orientação, informa o diretor Gilmar de Oliveira. Um profissional de saúde deu palestras em to­das as salas, a faculdade fez panfletos e disponibilizou informações no site, além de álcool em gel nas salas. Alunos com sintomas de gripe estão liberados e rece­bem o conteúdo via e-mail.

Fonte: Diário do Noroeste dia 21/08/09.

7 comentários:

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

Petik, acho mesmo que a situação é de muita cautela, mas é impossível parar o dia a dia das pessoas. A direção da FAFIPA está certa pela forma como será a volta; alunos gripados e grávidas não devem mesmo retornar, ao menos até que venha uma vacina efetiva e preventiva. abs

Gabriela disse...

Não concordo com a volta agora, estamos correndo risco. Os casos da gripe aumentaram muito na região e tivemos diversas mortes, a rede municipal parou de novo, as escolas particulares pararam e as estaduais estão a ponto de parar. Em primeiro lugar a saúde e a vida, ninguém vai morrer pra repor aulas depois.
Pensem com sensatez.

Anônimo disse...

Exagero continuar parado. Quem ta doente é só não ir para faculdade, simples assim. O virus não tem pernas para sair andando por ai e infectando pessoas. Parar a vida por causa disso é exagero.

Gabriela disse...

Eu não estou gripada nem grávida, mas meu sistema imunológico é péssimo. Eu pelo menos sei disso e me cuido muito. Mas tem muita gente por aí que é super frágil e nem sabe.

Sou contra a volta. Uma semana a mais não vai fazer diferença. Ninguém tira férias de fim de ano morto.

Grabriela disse...

Só pra constar: um dos grupos de risco da gripe é o de adultos jovens... ou seja: 98% dos alunos da fafipa.

Anônimo disse...

Uma semana a mais não vai fazer diferença? Poderia até não fazer, mas já temos 3 semanas parados. Com 1 mês para repor eu vou enfiar as férias de verdade no rabo e sair voando.

Anônimo disse...

Pra que férias no final do ano?
Verão na praia é um saco mesmo.